Bateu de carro? Veja o que fazer após a colisão

Dica do Mercado

Bati de carro! Ou… bateram no meu carro!

Isso é quase como dizer que… um dia você vai precisar de um médico ou de um advogado. Ou se você anda de bicicleta, é clássico escutarmos quando estamos aprendendo a andar: “cair faz parte!”. Ou seja, se você tem carro, carteira de motorista e dirigi com alguma frequência, se envolver em algum acidente por menor que seja é 100% de certeza.

Um dia você vai se envolver num acidente, isso é certo! Tomara que quando for sua vez seja algo simples e bobo, sem vítimas e sem muito estrago 😉

Mas fique tranquilo, isso é super normal de acontecer! Por mais “piloto” que você seja, seu colegas de carteira muitas vezes não são tão bons quanto você.

Mesmo sendo algo que acontece diariamente em todos os cantos do mundo é sempre uma hora apreensiva, não é?! Se for um acidente pequeno onde claramente não nenhum ferido, é só mesmo o susto do impacto e de ver o carro amassado. Mas quando há vítimas, aí o negócio muda completamente!

Veja nesse post tudo o que você precisa saber, de forma resumida e eficiente, quando se envolver num acidente de carro.

bati de carro

Bateu de carro? Calma, relaxa, isso faz parte! Não fique achando que é o fim do mundo. Em muitos casos a batida não é nem tão feia, mas a discussão entre as partes é que causam mais problemas.


Colisão entre veículos como proceder

Há feridos ou vítimas fatais no acidente?

Se sim, não manobre ou mude os veículos de posição. Chame imediatamente o serviço de socorro  (bombeiros 193) e a polícia estadual ou rodoviária federal, se você estiver numa via federal. Não tente mover os feridos de posição, fique perto, acalmando e informando que o serviço de socorro está a caminho.

Nunca abandone do local do acidente em nenhuma hipótese, mesmo que não haja feridos.

Não há feridos ou vítimas?

Você pode manobrar o carro, se for possível, para algum lugar que atrapalhe menos o trânsito ao redor do acidente.

Se liga nisso, acidentes pequenos onde só há danos materiais, não precisa conservar a posição dos veículos. Ficar atravancando o trânsito te deixa passível de multa.

Quem foi o responsável pela batida entre os veículos?

Tem situação que são até passíveis de questionamentos. Nesses casos onde ninguém assume a culpa, é necessário chamar a polícia militar ou rodoviária federal. Eles mediaram o conflito e vão oficializar quem de fato foi culpado.

Mas isso não significa que está resolvido. Quem vai dizer quem foi o real culpado será o Juiz, caso o acidente vire um processo cível ou criminal.

Evite a todo custo ficar discutindo com a outra parte, isso muito vezes acaba em mais problemas como brigas.

Em mais de 80% dos registros de acidentes há claramente um culpado.

Havendo claramente um culpado e aceitação da parte responsável, é aconselhável oficializar o acidente através de um B.O. (boletim de ocorrência).

Boletim de ocorrência ou Brat: quando fazer em acidentes de trânsito?

Se teve feridos, vítimas fatais e danos a terceiros é obrigatório fazer o registro do acidente para acionar o seguro, por exemplo.

Se não houve feridos ou vítimas não há obrigação de ser feito, apesar das autoridades sempre aconselharem. Você também pode acionar o seguro sem a necessidade de fazer o registro, desde que não tenha envolvido terceiros.

Bateram no meu carro

Bater de carro com IPVA ou habilitação vencidos não é um problema. Mas bater de carro sem carteira ou com ela suspensa… aí vai te complicar muito.


(Dica do mercado: você bateu o carro sozinho, por exemplo numa árvore e não teve nenhum dano a terceiros. Não precisa fazer o registro para acionar o seguro).

(Dica do mercado: em alguns estados o B.O. – boletim de ocorrência – também é chamado de Brat que significa: boletim de registro de acidentes de trânsito).

Alguns estados como Rio de Janeiro,  São Paulo, Paraná, Porto Alegre e etc, já possuem a possibilidade de fazer o B.O. pela internet. Mas na dúvida ligue para 190 e consulte onde fazer na sua cidade.

(Dica do mercado: sendo acidente com vítimas ou feridos, o B.O. tem que ser feito direto na delegacia de polícia da sua cidade).

  • Se você é do Rio de Janeiro aqui clica aqui e acesse o site da PM e faça o Brat.
  • De São Paulo clica aqui.
  • Quem é de de Minas gerais acessa aqui.
  • Precisa fazer um B.O na polícia rodoviária federal? Clica aqui.
  • Para o pessoal de outros estados, basta ir no Google fazer essa pesquisa: REGISTRO DE OCORRÊNCIA ONLINE e veja onde é possível fazer o B.O.

As duas partes precisam fazer o B.O?

Mesmo que haja um acerto verbal entre as partes é essencial que as duas partes façam o registro de ocorrência na polícia.

Fuja de acordos de boca!!

Se na hora do acidente a parte responsável assumir a culpa e falar que vai pagar todo o conserto, deixe bem claro que mesmo assim você também irá fazer o B.O.. A fim de garantir a sua versão dos fatos sobre o acidente.

Dessa forma você evita que a outra parte, se quiser agir de má fé. Fazendo o registro com uma versão bem diferente do que realmente aconteceu. Colocando a culpa em você e exigindo que pague o conserto, ganhe na justiça numa eventual ação.

Note que nesse caso se você não tiver feito, e a parte culpada tiver feito distorcendo os fatos, colocando a culpa em você. Sua situação estará realmente bem complicada para se defender. Porque o que vale são documentos e provas oficiais e a única parte que poderá provar isso é a que se documentou e se preparou para a ação na justiça.

O registro de ocorrência nada mais é que a narrativa dos fatos da forma como eles aconteceram. Por isso é muito importante que as duas partes façam, mesmo que a parte culpada tenha assumido a culpa.

Tem seguro no veículo?

Aí fica mais fácil, pelo menos no quesito custo.

Veja na sua apólice o que ela cobre entre danos materiais, cobertura médicas, carro reserva e o valor da franquia.

(Dica do mercado: escrevemos um post recentemente falando exatamente sobre como é feita uma apólice. Dá uma lida se você está muito perdido sobre esse tema, clica aqui ⇒ Como as seguradoras determinam o valor do seguro para automóveis ).

O que é necessário para fazer o registro de ocorrência de uma colisão de carros?

Pense assim, se você precisar entrar na justiça exigindo o pagamento do conserto do carro, você vai precisar de que? Ou para se defender de uma eventual ação fraudulenta da outra parte?

Provas, você vai precisar de provas.

O que são provas num acidente de trânsito? Tudo que você consiga mostrar para as autoridades que a sua ação estava correta e a ação da outra pessoa errada.

Brat PM RJ

No Rio de Janeiro existe o E-brat, onde é possível fazer o registro de acidentes on-line desde que não haja vítimas.


Bata fotos de tudo –

Hoje em dia com os celulares cada vez mais modernos e equipados com câmeras fotográficas, ficou muito mais fácil de mostrar através das imagens o que aconteceu. Se você não tiver um celular com câmera na hora do acidente, peça o telefone emprestado para alguém que esteja por perto.

Imagens mostram claramente como foi o acidente. Tente de todas as formas fazer imagens da batida.

Supondo que você atropele alguém a cem metros de distância de um passarela ou de um sinal de trânsito. Através das imagens você poderá dizer que o atropelado agiu de forma imprudente e assumiu o risco de atravessar fora do local correto.

Isso é praticamente um atestado de que você não teve responsabilidade no acidente, ou então uma responsabilidade reduzida.

Fotografe a posição dos carros, as placas dos veículos, se houver sinalização no asfalto, tire fotos também. Não esqueça das placas de sinalização, se tiverem e mostrarem claramente a imprudência da outra parte.

Fotografe os danos causados no seu carro e no carro de terceiros, se os envolvidos permitirem tire foto das carteiras de motorista.

Localize exatamente o local do acidente –

Nos grandes centros urbanos é até mais fácil fornecer a localização exata do acidente, mas anote tudo mesmo assim. Como por exemplo o número aproximado da rua onde ocorreu o acidente

Para um acidente numa estrada é essencial saber o nome da estrada e o KM (altura que você estava exemplo: KM 120).

Pegue testemunhas do acidente –

Tente conseguir testemunhas que viram o acidente claramente.

Geralmente as pessoas não gostam de ser testemunhas, mas se você notar alguém solicito em ajudar, peça para ele. Não tente induzir uma testemunha a sua narrativa dos fatos, testemunhas numa ação judicial, tem que ser totalmente imparciais.

No fim tudo se acerta, é só manter a calma!

Sei que é um saco essa burocracia do pós acidente.

Faz B.O., liga pro seguro, pega B.O. pronto na polícia (se necessário). Leva carro para a oficina fazer a vistoria, aguarda a liberação do conserto pela seguradora. Isso se for um acidente simples só com danos materiais.

Se for um acidente com vítimas… aí fica mais complicado.

Mas entenda, isso tudo passa! Em algum tempo o acidente virará história e você se lembrará dele com um, susto, uma experiência que passou e que deu tudo certo!

Você tem algum caso que quer compartilhar com os outros leitores? Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!

Um abraço a todos!


Quem leu esse post também se interessou por esses:

Dicas para economizar no seguro do carro

Perca o medo de dirigir com aulas on-line

Tá difícil achar peças do seu carro? Vá à ferro velho!

Carro novo ou seminovo? Qual escolher?


MercadoAvalia é o único site no Brasil feito por profissionais do mercado automobilístico.

Quer se cadastrar em nosso Blog e receber em primeira mão nossas matérias, dicas e segredos do mercado?

Cadastre-se no canto superior direito da página. É 100% Grátis e fique tranquilo que não vamos lhe importunar com e-mails desnecessários!

Deixe seu comentário abaixo 😉