Tipos de financiamento de veículos e as principais diferenças

Dica do Mercado

As principais modalidades de financiamento de carros são CDC, Leasing e Consórcio.

Quer comprar um carro e pretende financiar uma parte do valor?

Show… fique sabendo que 80% dos carros vendidos no Brasil contam com algum tipo de financiamento bancário.

Na grande maioria dos casos não há muita dor de cabeça no financiamento, mas acho que vale a pena você se atentar as particularidades que cada tipo de financiamento de carros possui.

Esse Blog é escrito por profissionais com anos no mercado de compra e venda de carros, e falamos com autoridade sobre esse tema.

(Conheça mais sobre o autor, Luiz Fernando clicando aqui)

– CDC significa crédito direto ao consumidor e o carro fica no seu nome.

É o crédito direto para o proprietário, o banco faz em um empréstimo para você, sem nada como garantia. O carro é seu e o documento fica no seu nome.

Geralmente tem taxas de juros mais altas que o leasing, mas em compensação tem um grande abatimento nos juros para quitação antecipada. No documento de carro fica a informação da alienação fiduciária ao Banco credor, mas o carro fica no seu nome.

Na hora de vender não há nenhum entrave ou dificuldade para transferência de propriedade do veículo. Exceto a informação de que o Banco precisar passar para o Gravame (sistema interno entre o Banco e o Detran) que o financiamento está quitado.

Vale a pena pesquisar taxa de juros em no mínimo três bancos ou financeiras diferentes, porque pode variar muito de banco para banco.

– No Leasing o carro fica em nome do banco que arrenda para você.

Em meados dos anos 2004 até 2010 essa opção foi muito utilizada por ter uma taxa de juros menor que o CDC.

Nessa modalidade o carro “não é seu”, você fica como um arrendatário e com a obrigação de pagar as parcelas. Ao final do contrato você pode escolher passar o carro definitivamente para seu nome ou vende-lo.

Leasing corresponde a mais de 80% dos financiamentos de carros nos EUA.

Se você quiser fazer a quitação antecipada não há praticamente nenhum abatimento de juros.

Para transferência de propriedade existe um processo bem demorado e complexo.

Após fazer a quitação do contrato, é preciso fazer a transferência de propriedade para o seu nome ou de outra pessoa.

Você vai precisa solicitar o Termo de propriedade do carro junto ao banco ou a financeira do contrato. Esse documento tem que ser  preenchido com os seus dados e enviado ao banco.

Com esse documento em mãos o banco vai fechar o recibo de de compra e venda (também conhecido como CRV ou Dut-Recibo) no seu nome e envia-lo em seguida.

Só assim, depois de posse do documento fechado em seu nome, é que você poderá fazer uma transferência de propriedade e enfim, o carro passará a ser realmente seu!

Tipos de financiamento de veículos

Veja as principais diferenças e escolha a melhor opção para você.


O procedimento é praticamente o mesmo se você quiser passar o carro para outra pessoa.

Esse processo afasta bastante os interessados na hora de vender e demora entre 7 a 10 dias para estar com tudo pronto, para poder fazer a vistoria de transferência de propriedade. Se você já tiver quitado, vale a pena passar para o seu nome primeiro e depois vender.

– Consórcio vira um financiamento similar ao CDC depois que você é contemplado.

Se você não está com pressa para comprar seu carro ou se já tem um e quer começar a pensar no próximo, o consórcio pode ser uma boa.

Todo consórcio tem assembleias mensais e é nessas assembleias que é possível ser sorteado e contemplado com a carta de crédito do consórcio. Existe também a possibilidade de ofertar um lance e também ser contemplado.

Praticamente não tem juros e você paga só uma taxa administrativa para fazer parte daquele Consórcio. Mas note que, ao ser contemplado, o Consórcio vira um financiamento similar ao CDC, exceto as taxas de juros que continuam muito baixas (na grande maioria dos consórcios é abaixo de 0,6%).

Para quitar o Consórcio, saiba que praticamente não há abatimento de juros. Fique atento também na baixa do Gravame, o Banco tem que informar a esse sistema que o carro está quitado.

Confira essas dicas resumidas sobre tipos de financiamento de veículos:

→ Quer o carro agora mas com uma taxa de juros baixa, vá de Leasing.

→ Quer o carro agora e estima poder quitar o financiamento em pouco tempo, vá de CDC.

→ Quer o carro agora e praticidade na quitação e venda, vá de CDC.

→ Não tem pressa para comprar o carro, vá de Consórcio.


Quem leu esse post também se interessou por esses:

Como quitar o financiamento de veículos para vender ou comprar

País em crise, recessão na economia. Venda de carros usados em alta!

Quer vender seu carro rápido? Veja nossas dicas


MercadoAvalia é o único site no Brasil feito por profissionais do mercado automobilístico.

Deixe seu comentário abaixo 😉

Confira esses posts também

Como quitar o financiamento de veículos para vende... Vai vender ou comprar um carro com financiamento em aberto? Veja como quitar financiamento de veículos sem dor de cabeça para não perder o negócio. ...
Use a tabela Fipe Carros para ter uma ideia de val... Tabela Fipe carros, não use somente ela para definir o valor. Quer realmente saber o valor de venda do seu carro? Leia nossa dica abaixo! É rapidinho...
Tags: